Inclusão Psicologia e Crianças Psicologia e Transtornos

Vídeo mostra depoimentos reais de famílias com filhos autistas

Este vídeo da MTV mostra o depoimento de famílias com filhos autistas sobre como detectaram o transtorno, como foi receber o diagnóstico e como lidam desde a fase inicial até o planejamento futuro.

Por: Psicóloga Ane Caroline Janiro

Este vídeo da MTV mostra o depoimento de famílias com filhos autistas sobre como detectaram o transtorno, como foi receber o diagnóstico e como lidam desde a fase inicial até o planejamento futuro.

No clipe, as famílias contam também como é lidar com as divergências em relação ao preparo da escola regular em receber a criança com Autismo e também a falta de informação sobre o tema.

Assista ao vídeo:

Para saber mais sobre Autismo, acesse os links abaixo:

– Entendendo o Autismo – Um vídeo didático e sensível
O que é Autismo?Síndrome de Asperger – O que é?


Gostou deste conteúdo? Compartilhe utilizando um dos botões abaixo!
Cadastre-se também na opção à sua direita “Seguir Psicologia Acessível” e receba os posts em seu e-mail!


10516729_1448233238791949_8127215912485502492_n


Sobre a autora:

Ane Caroline Janiro – Psicóloga clínica, idealizadora e editora deste blog.
CRP: 06/119556

 

.



publi-caderno-minha-rotina

13 comentários

  1. Na realidade crianças são crianças assim como pessoas. Tenho dificuldade de entender como até hoje as pessoas discriminam e se sentem bem com isso. Ao meu ver somos todos diferentes porque é dessa forma que aprendemos melhor lidar com o outro sem falar que as relações ficam mais ricas. É a forma que a vida encontrou de nos melhorar como seres humanos senão seríamos seres egoístas e infelizes. Só o amor pelo outro me faz pleno e feliz!!!!

    Curtir

  2. Muito legal o seu trabalho…essa divulgação que vc vem fazendo. Como podemos contribuir para te abastecer com outras informações que possam ser do seu interesse em colocar no blog?

    Curtir

    1. Olá Adriana! Busque sempre apoio profissional e, naquilo em que pudermos auxiliar, estamos à disposição! Apoio psicológico para a família também é essencial e auxilia bastante a lidar com diversas questões. Forte abraço!

      Curtir

  3. Sou Marleide Nogueira, mãe de um jovem autista que foi diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista ( TEA ), aos 7 anos de idade e junto com o diagnóstico veio a sentença que não iria ler e escrever. Foram momentos difíceis e de muita luta, onde enfrentamos a discriminação, preconceitos e rótulos de ” estranho ” e maluco. Mesmo com aquele diagnóstico nossa família lutou p mudar um pouco a história do nosso filho. Busquei utilizar dois sintomas do autismo p alfabetiza-lo usei a repetição e o gravar por que p o autista é um processo natural ou seja as informações não se dessipam, mas as informações passam fazer parte do universo do conhecimento dele. Elaborei questionários do conteúdo escolar p facilitar o entendimento dele. No início foi extremamente difícil foram momentos de choro, mas Igor começou apresentar respostas. Resumindo Igor atualmente está no último ano do ensino médio e já sabe o que vai fazer na faculdade, Educação Fisica. Essa é a fase Acadêmica do Igor. Em 2013 nos foi apresentado o Jiu-Jitsu pelo prof. Marcelo Vidal que inicialmente achei loucura coloca-lo nesta modalidade esportiva, pois o mesmo tinha aversão ao toque e o Jiu-Jitsu é contato físico intenso. Após meses de treinamento, Igor começou apresentar respostas em casa como foco , atenção, concentração, minimizou os gestos repetitivos ,mas o mais supreendente foi quando fui falar com meu filho ele olhou nos meus olhos , ou seja fixação olhos x olhos. Percebi que era resultado do Jiu-Jitsu e fui assistir o treino e me deparei com a coisa mais linda, as técnicas do Jiu-Jitsu confrontando os sintomas do autismo. Percebemos que o Jiu-Jitsu traz benefícios incríveis como foco, atenção, concentração, poder de decisão, conhecimento dos limites do próprio corpo, independência, minimiza os gestos repetitivos, minimiza as características esteriotipadas. Igor após o Jiu-Jitsu foi do nível moderado p o nível leve do Transtorno. Atualmente Igor é atletla profissional no último domingo (17 de Janeiro) entrou p história do esporte baiano como o primeiro atleta autista baiano a participar de campeonato de Jiu-Jitsu. O Jiu Jitsu não foi apenas um tratamento, mas deu um norte profissional. Temos um Projeto social Tatame de Jesus que tem origem por causa da história de superação de Igor e atendemos crianças , adolescentes e adultos com Transtorno e sem transtorno. Vale ressaltar que Igor na competição compete por igual ou seja com pessoas sem transtorno e isso que é o bacana da interação social que o Jiu-Jitsu propociona. Enfim essa é uma pequena parte da história do meu campeão que se chama Igor Nogueira. Ele foi matéria do Globo Esporte Bahia no dia 17 de dezembro de 2015.

    Curtir

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s