slide_431124_5601868_compressed

“Cortes tão fundos que parece que jamais vão sarar. Dor tão real que é quase insuportável. Eu me transformei neste corte, nesta ferida. Tudo o que conheço é esta mesma dor: respiração entrecortada, olhos vazios, mãos trêmulas. Se é tão doloroso, por que deixar que continue? Só se essa seja a única coisa que você conhece.”

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s