Psicologia e Crianças Psicologia e Transtornos

[Vídeo] Síndrome de Tourette em Crianças – Saiba mais

A Síndrome de Tourette é um distúrbio neurológico caracterizado pela presença de tiques motores e vocais, não necessariamente ao mesmo tempo. Os primeiros sintomas costumam aparecer na infância, normalmente por volta dos sete anos de idade, mas isso pode variar de pessoa para pessoa, podendo se manifestar mais cedo ou mais tarde e, em geral, os tiques motores (como piscadelas dos olhos por exemplo) surgem antes dos tiques vocais (que podem ser tosses, exclamações, gritos, entre outros).

A Síndrome de Tourette é um distúrbio neurológico caracterizado pela presença de tiques motores e vocais, não necessariamente ao mesmo tempo. Os primeiros sintomas costumam aparecer na infância, normalmente por volta dos sete anos de idade, mas isso pode variar de pessoa para pessoa, podendo se manifestar mais cedo ou mais tarde e, em geral, os tiques motores (como piscadelas dos olhos por exemplo) surgem antes dos tiques vocais (que podem ser tosses, exclamações, gritos, entre outros).

As causas da Síndrome de Tourette ainda são desconhecidas, embora a influência de fatores genéticos e neurobiológicos seja considerada. Mas existem ainda muitos estudos a respeito do tema.

O tratamento dos sintomas da Síndrome associa simultaneamente uma abordagem psicossocial e uma farmacológica. No primeiro, leva-se em conta o histórico, o ambiente familiar, social, escolar, entre outros para que a intervenção seja no sentido de orientar àqueles que convivem com o indivíduo, auxiliando a lidar com o problema e a diminuir os estigmas. Além disso, deve ser realizada uma cuidadosa avaliação acerca da intensidade dos sintomas, já que o tratamento farmacológico (quando necessário) terá o papel de diminuí-los, proporcionando certo alívio e melhora da qualidade de vida. Até o momento não há tratamento curativo para a Síndrome de Tourette.

Referências: ASTOC – Associação Brasileira de Síndrome de Tourette, Tiques e Transtorno Obsessivo Compulsivo

O vídeo abaixo é o trailer de um premiado documentário da HBO acerca da Síndrome de Tourette em Crianças. Um dos principais objetivos é justamente o de disseminar informação e eliminar estigmas, já que o preconceito ainda é a pior consequência desta Síndrome, especialmente na infância.

Assista e compartilhe essas informações:

***

OBS.: Todo o conteúdo desta e de outras publicações deste site tem função informativa e não terapêutica.

***

Gostou deste conteúdo? Compartilhe utilizando um dos botões abaixo!
Cadastre-se também na opção à sua direita “Seguir Psicologia Acessível” e receba os posts em seu e-mail!

facebook_like_logo_1  Instagram-logo-full-official  twitter1


10516729_1448233238791949_8127215912485502492_n


Sobre a autora:

Ane Caroline Janiro – Psicóloga clínica, idealizadora e editora deste blog.
CRP: 06/119556

17 comentários

  1. Sobre a síndrome de Tourette em Crianças além de considerar todos os estudos, acredito que este transtorno está relacionado também a questões subjetivas e a forma como cada um tem de lidar com as dificuldades. Passar por algum problema ou trauma pode ocasionar o aparecimento ou aumento dos tiques, é uma forma de o corpo e a mente reagirem em determinadas situações de sofrimento interno. Sabendo que a criança apresenta suas questões internas de várias maneiras, por serem bem mais frágeis e imaturas em certas situações esses tiques é como um alerta para mostrar que algo não vai bem com elas e ao seu redor e que precisam de ajuda.

    Curtir

  2. O filme mostrado é muito bem feito e útil. Eu sou médico psicanalista e psiquiatra e, tendo acompanhado alguns casos desse problema, quero trazer um ponto para discussão. Na maioria deles, existiu sempre algum tipo de desrespeito à individualidade e subjetividade das crianças. Por exemplo, famílias nas quais o interesse profissional da mãe ou do pai (mais desses, em famílias subjugadas pelo projeto de vida dele) as obrigavam a mudanças constantes e o filho, portador da síndrome não era jamais consultado. Pode existir um componente genético, mas é o fator epigenético de desconsideração de necessidades básicas das crianças o que parece ser o fator preponderante. Sem mudança ambiental, é muito difícil que os pacientes melhorem. O filme “Divertida mente” mostra que os problemas da personagem começam com a mudança da família para outro estado, segundo ela, “destruindo meu mundo.”

    Curtir

  3. Meu filho tem sindrome de Tourrete co
    considerada leve pelo psiquiatra e
    pela psicóloga. Mas ele ainda é uma
    criança, e temo pelo o que ainda
    está por vir. Acho que hoje aos 10
    anos, a sindrome incomoda mais a
    mim do que a ele.

    Curtir

    1. Olá Maria, obrigada por comentar. A Síndrome de Tourette depende realmente da individualidade de cada um também, e leva ainda em conta o acompanhamento psicológico e, em alguns casos, medicamentoso. Continue acompanhando o quadro dele e sua evolução. Grande abraço!!

      Curtir

  4. Tenho um filho com suspeita de Tourette. Toma muitas medicações. Sofre bulling na escola em virtude do tique. Tivemos um grande progresso no último ano, pois ele já controla à crise. O que me angústia é a grande quantidade de medicações e seus efeitos colaterais.

    Curtir

    1. Olá Sandra, obrigada pelo seu contato! Converse sobre essa sua angústia com o(s) médico(s) de seu filho, talvez eles possam te auxiliar e amenizar um pouco esta sua preocupação. Continue nos acompanhando!! Grande abraço!!

      Curtir

  5. Boa noite tenho uma filha com síndrome de tourette, ela tem vários tics , gostaria de saber se tem medicamento para ajudá lá.

    Curtir

    1. Olá Glauci, este tipo de avaliação e prescrição de medicamentos só pode ser feita por um médico (psiquiatra, neurologista…). Sugerimos que você procure a orientação destes profissionais, até porque cada caso exige um cuidado e uma análise específica. Abraços!

      Curtir

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s