Livro ajuda a falar sobre morte com as crianças


Por: Ane Caroline Janiro

A morte é um tema muito delicado, mesmo para adultos. Em alguns casos é difícil compreender e aceitar a finitude da vida, a separação, a perda. É difícil até mesmo conversarmos sobre o tema quando ainda nem perdemos algum ente querido. Preferimos nos agarrar à sensação de que a morte é um acontecimento distante de nosso cotidiano e que não precisaremos lidar com isso tão cedo.

Ainda bem que não precisamos passar nossos dias refletindo sobre nossa própria morte (ou a das pessoas que nos cercam), isso significaria uma vida extremamente angustiante, mas é fato que em algum momento precisaremos falar ou pensar sobre.

Talvez, se desde crianças aprendêssemos a lidar com o tema “morte”, as coisas poderiam ser menos dolorosas na vida adulta. É claro que nunca será algo tranquilo, mas nossa preparação emocional diante de certos eventos pode fazer toda a diferença.

Este livro, escrito por Frei Betto, propõe a discussão e a reflexão com as crianças sobre este tema. Apesar de o autor ser um líder religioso, a religião não é o foco do livro. Aliás, ele trata as escolhas religiosas com muita naturalidade em sua história, explicando ainda sobre a liberdade que as pessoas tem para escolherem acreditar ou não em determinadas crenças e até na vida após a morte.

O foco mesmo da narrativa é provocar a reflexão sobre a finitude da vida, a separação e a perda de entes queridos. Na história, uma garotinha acostumada a gostosos passeios aos domingos na casa dos avós, descobre que o avô está doente. Esse, começa então a explicar para a neta sobre a morte, citando ainda o porquê de aqueles que são mais velhos precisarem partir para darem lugar aos que irão “florescer”. O livro explica também sobre pessoas que morrem jovens, em acidentes por exemplo.

O que o autor de Começo, meio e fim propõe é que a criança seja vista como um ser capaz de compreender e lidar com o tema, uma vez que tentar poupá-las do sofrimento por meio de evitamento, mentiras (como dizer que a pessoa que faleceu foi viajar), pode não ser a melhor maneira de ensinar os pequenos a trabalharem suas emoções.

Captura de tela 2015-07-01 18.44.46

O livro foi publicado pela Editora Rocco e pode ser encontrado no site da própria editora (clique aqui).

Começo, meio e fim
Autor: Frei Betto
Ilustração: Vanessa Prezoto
Assuntos: infantil, rocco pequenos leitores


***

Gostou deste conteúdo? Compartilhe utilizando um dos botões abaixo!
Cadastre-se também na opção à sua direita “Seguir Psicologia Acessível” e receba os posts em seu e-mail!

facebook_like_logo_1  Instagram-logo-full-official  twitter1


10516729_1448233238791949_8127215912485502492_n


Sobre a autora:

Ane Caroline Janiro – Psicóloga clínica, idealizadora e editora deste blog.
CRP: 06/119556

8 comentários em “Livro ajuda a falar sobre morte com as crianças”

  1. Sempre será difícil encarar a morte. É preciso reconhecer-la desde o primeiro momento de vida até o último instante para tratarmos com segurança. De fato, ela é a única certeza que temos. A morte nos segue a todo instante. A qualquer hora podemos morrer sem ter o controle e é algo que não podemos evitar. Ela existe para manter um controle da natureza das coisas que desconhecemos da vida. Morrer, é só um instante, mas uma eterna e profunda saudade. Aceitar-la é o primeiro exercício.

    Curtir

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s