Dicas de Livros Psicologia e Crianças

[Dica de Leitura] “Em defesa do faz de conta”

Brincar de amarelinha, peão e pique-esconde pode até soar antiquado em um mundo no qual as crianças passam tanto tempo assistindo à televisão, jogando games eletrônicos e navegando no computador. Em Defesa do Faz de Conta prova que essas brincadeiras (deixadas um pouco de lado em prol da diversão tecnológica) podem fazer muito mais pelas crianças do que apenas diverti-las.

Por: Ane Caroline Janiro

Este é um dos livros que tem muito a ver com aquilo que o Psicologia Acessível sempre defende: o direito a uma infância genuína, onde a criança consiga se desenvolver da melhor forma possível com toda a estimulação e os instrumentos necessários para isso, fornecendo aos pais e educadores informações que auxiliem neste processo.

Uma das formas mais simples que temos para colaborar com este desenvolvimento físico e mental das crianças é o “brincar”. Através dele possibilitamos que as crianças expressem as suas emoções, aprendam, se movimentem, sejam criativas e se divirtam.

A proposta deste livro é justamente mostrar a importância do mais simples brincar e das fantasias – ou faz de conta – na vida de uma criança.

Leia a sinopse:

“Brincar de amarelinha, peão e pique-esconde pode até soar antiquado em um mundo no qual as crianças passam tanto tempo assistindo à televisão, jogando games eletrônicos e navegando no computador. Em Defesa do Faz de Conta prova que essas brincadeiras (deixadas um pouco de lado em prol da diversão tecnológica) podem fazer muito mais pelas crianças do que apenas diverti-las.
A terapeuta Susan Linn
(psicóloga norte-americana) descobriu que é possível ajudar os pequenos a lidar com muitos dos problemas que podem vir a enfrentar em suas vidas, desde os mais complexos, como a morte de parentes, até os simples, como a necessidade de mudar de colégio, por meio de jogos com fantoches. 
A partir de suas experiências, a autora elabora uma defesa da necessidade de brincar usando a imaginação – atividade cada vez mais rara -, e explica por que ajudar as crianças a encontrar tempo para o faz de conta pode fazer delas pessoas mais saudáveis. 
Em Defesa do Faz de Conta expõe essas e outras razões para que pais, educadores e a sociedade incentivem a brincadeira na infância e promovam um ambiente lúdico que permita o desenvolvimento das habilidades cognitivas e sociais que formam adultos preparados, emocional e fisicamente, para lidar com os grandes percalços e dilemas da vida.”

O livro “Em defesa do faz de conta” pode ser encontrado nas principais livrarias físicas e online.

1em defesa do faz de conta

 

Informações técnicas:
Título: Em defesa do faz de conta
Autora: Susan Linn
Editora: Best Seller
Ano: 2010
ISBN: 9788576842736

 

 

 

 

 

 


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção à sua direita “Seguir Psicologia Acessível” e receba os posts em seu e-mail!

facebook_like_logo_1  Instagram-logo-full-official  twitter1 pinterest_logo


10516729_1448233238791949_8127215912485502492_n

Sobre a autora:

Ane Caroline Janiro – Psicóloga clínica, idealizadora e editora do Psicologia Acessível.
CRP: 06/119556

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s