Sim, você pode dizer “não”


Por: Juliana Lima Faustino 

Para algumas pessoas dizer não é algo extremamente difícil. Geralmente elas temem conflitos, evitam magoar as pessoas ou não querem perder uma amizade. Há também aqueles que querem ficar “bem na fita” com todos, e outros simplesmente ficam sem jeito e não sabem bem como falar na hora de rejeitar um pedido. E a coisa fica ainda pior quando se trata de rejeitar pedidos de pessoas conhecidas, com quem se tem vínculos emocionais, aí fica mais complicado ainda dizer não.

Todos nós, de vez em quando, agimos com gentileza e abrimos mão da nossa vontade para agradar alguém, e não há nada de errado nisso, afinal nós também precisamos do outro e é bom poder ser ajudado. O problema é viver sempre fazendo aquilo que não se deseja, sempre colocando outro em primeiro lugar e esquecendo-se de si mesmo.

Dizer não, quando se deseja dizer “não”, é uma habilidade muito importante de ser aprendida. É direito de todos fazer valer sua vontade e negar um pedido quando assim julgar necessário. Abrir mão desse direito é abrir mão de dirigir a própria vida, de conduzir a própria estória e isso resulta em muitos problemas, como:

  • A negação dos próprios princípios e valores;
  • A falta de tempo para o que deseja para si;
  • A permissão para que outros se aproveitem de você;
  • Falha na comunicação, pois ao dizer uma coisa querendo dizer outra pode gerar a incompreensão da mensagem por parte de quem ouve;
  • A desonestidade para consigo mesmo;
  • O envolvimento em situações que não deseja.

Viver cedendo aos pedidos dos outros pode gerar consequências piores e mais duradouras do que dizer “não” quando desejar. Imagine viver carregando nas costas responsabilidades que não são suas, se envolvendo em problemas que não são seus ou cercado de pessoas que só estarão ao seu lado enquanto podem tirar alguma vantagem disso. Uma vida assim pode gerar sentimentos como baixa auto-estima, fraqueza, culpa, ressentimento e até mesmo depressão.

Se você tem dificuldades de dizer não e sente que isso tem se tornado um problema em sua vida, lembre-se de perguntar a si mesmo “é isso que eu quero fazer?”, “Se eu disser sim estou indo contra minha vontade?”, “Como vou me sentir se eu disser sim?”, “Estou sendo justo comigo?”. Essas perguntas o ajudarão a se posicionar no momento em que tiver que tomar uma decisão.

É totalmente possível dizer “não” sem sermos grosseiros ou mal educados. Não é preciso justificativas nem explicações basta ser firme e claro, convicto do que deseja. Se você estiver realmente cercado de pessoas que vale a pena manter por perto, elas acabarão entendo e respeitando a sua vontade. Lembre-se de que quando nos respeitamos ganhamos, conseqüentemente, o respeito dos outros. Ninguém pode ir além do limite que nós estabelecemos. Portanto, estabeleça seus limites e seja o autor da própria vida.

Imagem: a.fastcompany.net

Colunista:

Juliana Lima Faustino
CRP 05/43780

Psicóloga clínica (PUC-Rio 2008), terapeuta cognitivo-comportamental (Cepaf-RJ 2011), Psicóloga na ONG Pra Melhor. Experiência clínica no tratamento de transtornos de ansiedade, estresse, depressão, relacionamentos e transtornos alimentares.
Contatos:
Cel: (21) 98108-1978
E-mail: julianafaustinopsi@gmail.com
Fan Page: www.facebook.com/julianafaustinopsicologa
Blog: Cuidando das Emoções: www.psijulianafaustino.wordpress.com
Instagram: www.instagram.com/psico_juliana


*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

8 comentários em “Sim, você pode dizer “não””

  1. Gostei de seu assunto muito interessante, porque se tratando de como aprender a dizer não. Ás vezes, pessoas acham que dizer não aos pedidos muito simples pode trazer consequências negativas ou positivas. Mas muito pelo contrário, é preciso que aprendamos primeiramente fazer aquilo que desejo. Por certo, não pode ceder inconscientemente aos pedidos de outras e não dar permissão nenhuma a outras pessoas. Obrigado por me ajudar a aprender tudo.
    att.

    Curtir

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s