Inclusão Psicologia do Esporte Psicologia e Deficiências

Jogos Paralímpicos: Halterofilismo

Em um teste extremo de força dos membros superiores, os atletas competem para levantar a maior carga de peso possível deitados de costas em um banco.

Por: Psicóloga Ane Caroline Janiro

O Psicologia Acessível apoia os Jogos Paralímpicos Rio 2016, o maior evento esportivo do mundo para pessoas com deficiência. Assim, vamos ajudar na divulgação de informações sobre o evento e sobre todos os esportes que fazem parte dele.

Faltando apenas alguns dias para a Abertura Oficial das Paralimpíadas, que ocorrerá no dia 7 de setembro, todos os dias vamos publicar aqui curiosidades sobre cada um dos esportes.

Hoje vamos falar sobre o Halterofilismo:

Mais que um teste de força, o halterofilismo estreou nos Jogos Paralímpicos Tóquio 1964 e passou a contar com a participação das mulheres em Sydney 2000. Nos Jogos Rio 2016, estão em disputa dez categorias de peso masculinas e dez femininas.

Em um teste extremo de força dos membros superiores, os atletas competem para levantar a maior carga de peso possível deitados de costas em um banco.

Assista ao vídeo abaixo e entenda melhor:

Cada atleta tem três chances para realizar um supino válido – deitados de costas em um banco, eles devem trazer uma barra com carga de peso até a altura do peito e elevá-la, realizando extensão total dos braços.

Para o resultado final, é considerada a tentativa válida com a maior carga. Uma quarta chance é permitida apenas para tentativa de quebra de recorde mundial, mas não é válida para o resultado final.

AUXÍLIO:

Os atletas podem ser auxiliados pelos anilheiros a sacar a barra do suporte antes de iniciar cada tentativa. Para maior estabilidade, os atletas podem prender suas pernas ao banco, utilizando faixas próprias para isso.

A ação acontece numa plataforma quadrada 4m x 4m com altura máxima de 50mm.

>> Para comprar ingressos e assistir ao Halterofilismo nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, acesse este link!

Imagem e fonte: Rio2016.com


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção à sua direita “Seguir Psicologia Acessível” e receba os posts em seu e-mail!


12009753_1145254608837345_2914420128489159683_n


Sobre a autora deste blog:

Ane Caroline Janiro – Psicóloga clínica, idealizadora e editora do Psicologia Acessível.
CRP: 06/119556

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

 

um comentário

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s