E essa tal zona de conforto?


Por: Juliana Lima Faustino

Como encarar um novo emprego? Como será deixar sua cidade e ir morar em uma nova? Como começar um novo relacionamento? Todas essas são questões que envolvem a possibilidade de enfrentar um novo desafio e nem todos se sentem preparados para isso. O desconhecido é, naturalmente, algo que nos provoca medo, não gostamos de não saber onde estamos pisando. Gostamos do conhecido, do habitual, da velha e boa zona de conforto.

Quem sabe você está querendo mudar de emprego? Ou querendo começar aquele curso? Quem sabe você não vê a hora de deixar esse relacionamento que você vem empurrando com a barriga? Com certeza você tem algumas respostas bem convincentes que você vem usando para convencer a si mesmo que o melhor é ficar onde está afinal você está bem assim. Mas, será que está bem mesmo? Ou será que você está apenas sufocando aquela vontade de mudar muita coisa na sua vida? Se sua resposta é sim, você está preso em sua zona de conforto e o pior, você não quer sair dela.

Muitas vezes, de forma inconsciente, sabotamos as nossas oportunidades de mudar, de sair da zona de conforto. Sem que percebamos damos ouvidos à voz dentro de nós que diz que a nova empreitada não dará certo, que não levamos jeito para aquele negócio, que é perigoso demais, arriscado demais, e que é mais seguro permanecer onde estamos, e etc. O problema é que essa voz é tão parte de nós que ela é acionada automaticamente frente a novos desafios, e nós simplesmente nos acomodamos e aceitamos seus conselhos.

Mas, porque temos tanto medo do novo? A resposta está no imprevisível, o novo envolve o imprevisível, não sabemos o que virá pela frente quando enfrentamos uma nova circunstância. O novo não nos dá a garantia de que teremos êxito e isso pode ser bem assustador, considerando que não gostamos do fracasso. Tendemos a acreditar que não teremos as condições necessárias para lidar com o pior caso ele ocorra, e para os que têm medo de arriscar, o pior é sempre o resultado esperado. Essas pessoas, geralmente, subestimam sua capacidade de lidar com a frustração, com a rejeição, com a humilhação e evitam toda a possibilidade de entrar em contato com esses sentimentos.

Contudo, a única forma de mudar é enfrentando o medo que tenta te paralisar, caso contrário, a vida passará e você não terá realizado nada do que um dia imaginou. E a primeira coisa que você precisa saber é que você tem o poder de decisão, sim, você está até agora onde está porque escolheu isso. Da mesma forma, você precisa decidir que quer mudar, que realmente quer viver algo novo, você merece, é a sua vida e ninguém pode decidir por você. Sim, você corre o risco de se frustrar, mas caso isso aconteça, você sempre pode levantar a cabeça para enxergar todas as formas possíveis de sair dessa situação e recomeçar, os erros e as derrotas nos ensinam lições valiosas para que possamos nos sair melhor em outras oportunidades. Mas, melhor do que pensar no fracasso é pensar que tudo pode dar certo sim, pensar positivamente é fundamental porque nós somos o que pensamos ser e não chegaremos a lugar algum pensando que tudo dará errado.

29-09-2016-essa-tal-zona-de-conforto

Os pensamentos negativos só nos fazem retornar para a zona de conforto onde nossos sonhos não se realizam, portanto vigie seus pensamentos, você pode escolher no que pensar.

Depois de estar decidido em seus pensamentos é hora de se mexer, tenha bem definido aonde você quer chegar, isso é muito importante para que você possa definir os passos que serão dados até lá. Pense em cada etapa, vá avançando aos poucos, vencendo cada etapa você se sentirá cada vez mais confiante. Às vezes, você pode se sentir tentado a voltar para a zona de conforto, mas lembre-se você tomou uma decisão e você pode sempre escolher avançar. Fora da zona de conforto tudo exige mais esforço, mais disciplina, mais resistência e é aos poucos que você vai construindo seu sonho, a cada passo você estará mais perto da mudança.

Cada grande mudança, começa com pequenas mudanças. Talvez, você pense que a mudança que você quer é muito difícil de ser alcançada, mas se você pensa em mudar é porque as coisas estão ruins como estão, e ficar parado esperando que as coisas mudem sozinhas, significa ver a vida passar sem sentido algum. Pode ser que mudar seja difícil mesmo, mas o que é fácil nessa vida? Focar nos motivos que te fizeram querer mudar é fundamental, lembre-se você não está feliz assim e só você pode mudar isso. Fora da zona de conforto você conhecerá seu potencial, irá desenvolver novas habilidades, ganhará autoestima, melhorará sua qualidade de vida e terá a vida que você realmente merece ter.

Você conhece pessoas que são bem sucedidas em tudo que fazem? Você não é diferente delas. Não é que elas não sintam medo, mas elas enfrentam o medo e não se conformam em permanecer no comodismo, elas escolhem se superar, vencer suas limitações, desenvolver seu potencial. Você acha que essas pessoas nunca falharam? Falharam sim, mas elas escolheram continuar, porque sabiam onde queriam chegar e não estavam dispostas a abrir mão disso. Então se espelhe em pessoas assim, quem são seus modelos? Que tipo de pessoa você admira? Com quem você compartilha seus sonhos? Cuidado para não se cercar de pessoas que vão te colocar para baixo, saiba ter por perto quem vai te motivar, acreditar em você e a se alegrar com suas conquistas.

Colunista:

Juliana Lima Faustino
CRP 05/43780

Psicóloga clínica (PUC-Rio 2008), terapeuta cognitivo-comportamental (Cepaf-RJ 2011), Psicóloga na ONG Pra Melhor. Experiência clínica no tratamento de transtornos de ansiedade, estresse, depressão, relacionamentos e transtornos alimentares.
Contatos:
Cel: (21) 98108-1978
E-mail: julianafaustinopsi@gmail.com
Fan Page: www.facebook.com/julianafaustinopsicologa
Blog: Cuidando das Emoções: www.psijulianafaustino.wordpress.com
Instagram: www.instagram.com/psico_juliana

Imagem: Pinterest

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

 

3 opiniões sobre “E essa tal zona de conforto?”

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s