[Dica de Filme] A teoria de Tudo


Por: Psicóloga Ane Caroline Janiro 

Longe de ser um relato sobre as longas teorias de Stephen Hawking sobre a física, o filme “A teoria de Tudo” traz outro lado de sua vida, um olhar mais humano, bem diferente daquele que a maioria das pessoas possui sobre ele. Por exemplo, a história do jovem astrofísico e Jane Wide, sua esposa. Um relacionamento no estilo “os opostos se atraem”, já que ele, ainda estudante de Física e cético a tudo que não seja baseado na ciência se encanta pela jovem estudante de artes, uma declarada cristã.

Além disso o filme também relata a descoberta por Hawking de sua Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), doença motora degenerativa, quando tinha apenas 21 anos de idade, pouco tempo após conhecer a futura esposa, Jane. Mostra também a evolução da ELA e como o casal lidou com seus sintomas e consequências.

Assista ao trailer:

“Desde o começo da civilização, as pessoas tentam entender a ordem fundamental do mundo. Deve haver algo muito especial sobre os limites do universo. E o que pode ser mais especial do que não haver limites? Não deve haver limites para o esforço humano. Por pior que a vida pareça, enquanto houver vida, haverá esperança.” (Stephen Hawking).

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

 

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s