Fatos que você precisa saber sobre medicalização infantil


Por: Criar e Crescer, de Catraquinha

Apesar de algumas crianças realmente apresentarem determinados transtornos que necessitam de tratamento medicamentoso associado a algumas terapias, o fenômeno da medicalização tem sido fortemente difundido na sociedade e, mesmo entre os adultos, muitas vezes um diagnóstico equivocado leva a métodos de tratamentos desnecessários e agressivos para a saúde mental e física.

Na infância, isso se torna ainda mais delicado, já que a criança ainda está em fase de desenvolvimento cerebral e comportamental, o que pode ser gravemente afetado pela medicalização.

Antes que seu filho ou filha seja introduzido/a em tratamentos medicamentosos para transtornos de atenção ou aprendizagem por exemplo, é preciso que você tenha conhecimento de alguns fatos sobre a medicalização infantil:

Fonte: Catraquinha

Imagem: Pinterest

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s