Família intrometida, o que você deve saber para lidar melhor com ela


Por: Ana Rafaela Bispo da Costa

Há muitos tipos de pessoas com quem se possa conviver. Geralmente escolhemos aqueles com quem mais temos afinidades e nos sentimos melhor. Mas como ninguém é perfeito, às vezes acontece de no seu ciclo existir aquela pessoa que passa um pouco dos limites e coloca suas opiniões e atitudes onde não deve. No caso da família, não escolhemos, nascemos lá e da mesma forma que nas amizades, ocorre de ter membros que tem mais afinidade e outros nem tanto.

É aquela coisa, não por ter um defeito que você descartará uma pessoa do seu convívio, mas se o jeito intrometido te incomoda, você deve pensar em alguns modos de lidar com isso se quiser manter a amizade no ciclo familiar.

Geralmente esse tipo de pessoa se envolve muito nos assuntos que não são de sua competência, tentam ajudar, dão conselhos e às vezes até executam tarefas que não são suas. Acreditam que suas ideias são verdadeiras e boas e, por isso, devem ser repassadas aos demais. Tenha em mente que não é por maldade e quem deve colocar o limite até onde a família pode se intrometer é você.

Para facilitar a imposição de limites algumas dicas úteis.

1 – Selecionar os assuntos tratados

Sabendo dessa característica, você pode começar filtrando os assuntos que desejar expor e tratar com determinadas pessoas. Se for um assunto íntimo e que não deve ser remexido por alguém que não seja você, tente não comentar. Se precisar expressar fale com seu terapeuta, um amigo mais discreto ou mantenha em segredo. Se contar e a pessoa se intrometer, já sabe que irá se irritar, então a dica é evitar.

2 – Faça com que a pessoa se sinta útil

Em assuntos em que precisar de ajuda e de alguém disposto, mas que não envolvam tanto a sua intimidade, escale esse amigo ou parente, com certeza ele se sentirá útil e participante de sua vida, e é isso que é recompensador para ele.

3 – Fale abertamente e com cuidado

Se mesmo tomando essas precauções perceber que a pessoa continua se intrometendo, expresse a ela seu incômodo de forma sutil e bem humorada e mostre que nem todos gostam de ter sua privacidade invadida. Mostre até onde ela pode chegar. Seja claro.

4 – Aceite ouvir e assuma suas decisões

Aceite conselhos, porém reflita sobre eles e veja o que serve de fato para você, o que condiz com seus princípios, afinal a opinião das pessoas pode agregar, basta saber como ouvir, lembrando que as pessoas tem experiência de vida e bagagens positivas. Mas não se contrarie fazendo o que não concorda, depois certamente colocará a culpa em quem te deu o conselho.

5 – Mostre o que você agrega

Tenha em mente que embora você traga muito do que aprendeu com sua família, cada pessoa e cada nova família possui um jeito novo de agir e construir sua história. Mostre a eles como você também pode agregar com suas novas descobertas. Como podem existir outras maneiras de agir e se colocar no mundo.

6 – Não perca de vista sua individualidade

Por último, e mais importante, não perca de vista sua individualidade. Muitas vezes quando uma pessoa se intromete muito em sua vida é porque você já não tem noção de sua individualidade, das coisas que gosta e não gosta e acaba se deixando levar pela opinião alheia. Procure olhar com clareza quem você é para que consiga colocar limites nas pessoas.

Imagem capa: Pinterest

Colunista:

Ana Rafaela Bispo da Costa
CRP: 06/95603

Psicóloga pela UMESP
Pós Graduada em Especialização em Informática em Saúde pela UNIFESP
trabalha no auxílio ao desenvolvimento de crianças e adolescentes e suas famílias,
atuando na região do ABCD.
Contatos:
(11) 982172197
ana_rafaela_24@hotmail.com

anacosta.psicosaude@hotmail.com
Facebook: Infância e Adolescência e os seus desafios na Família

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s