Avaliação Psicológica e Inclusão Nas Escolas


Por: Kelly Cristina de Oliveira e Michele Aleixo Pazeto Chiquini da Silva

A inclusão de alunos com necessidades especiais no sistema regular de ensino é um assunto bastante discutido, tanto na parte educacional quanto social. Existem leis que garantem o acesso e permanência do aluno com necessidade especial no sistema regular de ensino, contudo há muitas barreiras que impedem que estas políticas de inclusão sejam realmente efetivadas. Neste sentido o presente traz um relato de uma experiência de avaliação psicológica realizada com crianças do ensino fundamental que teve como objetivo a inclusão de alunos com necessidades educativas especiais na Sala de Apoio Pedagógico – SAPE da escola pública regular.

Destina-se inclusão aos alunos com necessidades educacionais especiais e a permanência dos mesmos em classes comuns do sistema de ensino, com o suporte necessário. Requer, portanto, o aprimoramento das instituições para apoio e desenvolvimento destes alunos.

Recentemente realizou-se o processo de avaliação psicológica, solicitado e acompanhado pela secretaria de educação do município, onde participaram alunos da rede previamente encaminhados, com histórico de dificuldades de aprendizagem ou já diagnosticados por outras áreas da saúde. Objetivando melhorias do processo de aprendizagem e definição da rede de apoio necessária ao aluno, principalmente o acompanhamento da sala de atendimento especializado, que busca complementar o ensino por meio de estratégias especificas que auxiliem o aluno à acompanhar a sala regular.

O processo de Avaliação Psicológica foi realizado na modalidade individual, com base na abordagem Psicanalítica. Trata-se de uma prática clínica de investigação, com objetivo de realizar o encaminhamento mais apropriado para a demanda trazida.

Durante este processo foram realizados os seguintes procedimentos: Entrevista de Anamnese realizada em uma sessão com a mãe, com objetivo de investigar toda história da família e da criança desde a gestação até os dias atuais, seu desenvolvimento psicomotor, cognitivo e psicossocial; Aplicação do SNAP-IV – A.B.D.A Questionário Escolar e Familiar – Crianças e Adolescentes (levantamento de indicativos de Transtornos do Déficit de Atenção e Hiperatividade) este questionário é apenas um ponto de partida para levantamento de alguns possíveis sintomas primários do TDAH. Sessão com observação livre da criança, com o objetivo de observar, constatar e verificar os comportamentos mostrados por ele e sua interação com o ambiente. Aplicação do teste psicológico projetivo Casa-Árvore-Pessoa (HTP), com o objetivo de entender os aspectos emocionais do funcionamento da criança e estimular a projeção de elementos da personalidade. Aplicação do teste WISC IV – Escala Wechsler de Inteligência para Crianças, que tem como objetivo avaliar a capacidade intelectual das crianças e o processo de resolução de problemas. Índice de Compreensão Verbal, Índice de Organização Perceptual, Índice de Memória Operacional e Índice de Velocidade de Processamento, além do QI Total. Sessões Devolutivas, com os pais e a escola, realizadas separadamente.

A avaliação psicológica é um processo de grande importância para a compreensão do indivíduo considerando sua singularidade e complexidade, teve a finalidade de identificar as barreias para aprendizagem e o desenvolvimento global do aluno, indicando as intervenções necessárias.

O processo serviu para tomada de decisões do que é preciso para auxiliar o aluno, em diferentes aspectos. Tornou-se uma avaliação inclusiva por permitir identificar não apenas necessidades dos alunos, mas também da família, da escola e dos professores.

O resultado da avaliação permitiu uma visão detalhada de onde o aluno está, como está e onde pode chegar. Definindo quais as estratégias poderão ajudar para que o aluno participe da construção do seu conhecimento, a partir das suas potencialidades e respeitando suas limitações.

Ficou evidente o quanto é importante conhecer e respeitar as particularidades de cada aluno, principalmente para conhecer as barreiras que o impedem de aprender adequadamente e qual o melhor caminho a seguir.            

Imagem capa: Pinterest       

Kelly Cristina de Oliveira e
Michele Aleixo Pazeto Chiquini da Silva


Graduadas em Psicologia pela Universidade Paulista de Ribeirão Preto/SP.

Kelly é Pós graduanda Educação Especial e Inclusiva
no Centro universitário de Ribeirão Preto – Barão de Mauá.
Michele é Graduanda em Pedagogia
na Universidade Paulista de Ribeirão Preto/SP.
Contato:
silvaeolivieraclinicadepsicologia@outlook.com.br

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

                                                   

2 comentários em “Avaliação Psicológica e Inclusão Nas Escolas”

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s