A comida não alimenta somente o nosso físico, mas alimenta também a nossa alma


Por: Daniela Knapp

Parece simples: “Siga sua dieta, faça exercícios físicos e terá ótimos resultados”.  Mas se emagrecer fosse somente uma questão de prática de exercícios físicos e disciplina na alimentação, seria muito fácil.

O fato de simplesmente não conseguir emagrecer não é somente algo externo, nem tão somente uma briga com a balança, mas é algo muito mais profundo. Não conseguir perder peso pode ser um sintoma de que algo não está muito bem internamente.

A verdade é que a comida não alimenta somente o nosso físico, mas alimenta também a nossa alma. O prazer de comer o alimento compensa o desconforto da realidade e preenche o vazio interior.

Sim, preenchemos o vazio dentro de nós com a comida! É fácil de entender como isso funciona: Pense na cena de um lindo bebezinho mamando no peito da mãe… Na verdade, ele não está recebendo somente leite, mas está recebendo também o carinho e o afeto da mãe. Dessa maneira, o que acontece é que formamos um registro de memória em que o ato de nos alimentarmos fica ligado diretamente ao conforto, segurança e afeto.

No nosso dia a dia usamos a comida como demonstração de carinho: Damos chocolates para expressar nossa gratidão, demonstramos afeto quando fazemos aquele jantarzinho especial para quem amamos, nos reunimos em família para almoçar na casa mãe, saímos com as amigas para ir naquele restaurante maravilhoso e comemos um docinho por que merecemos, como um prêmio e recompensa pela situação boa ou ruim que estamos vivendo.

E quem nunca disse: ” Vou comer porque eu mereço!” atire a primeira pedra…

Vamos combinar? O mecanismo de compensação é cruel: Se não estou conseguindo preencher aquilo que realmente me falta, acho um substituto que me ajude a preencher: a comida.

E quando já se tentou de tudo: remédios, SPA, inúmeras dietas, vários exercícios e nada deu resultado, chega então a frustração e…

“Já que não consigo emagrecer mesmo, dane-se, vou comer mais um pouco”.

Você consegue perceber como é uma bola de neve sem fim? E você sabe porque isso acontece? Porque você está tentando resolver através de meios externos aquilo que é interno.

Existem várias causas emocionais que podem estar te impedindo de emagrecer: Entender a comida como compensação, padrões familiares, fuga afetiva sexual, rivalidade com os pais, compulsão, entre vários outros.

Procurar entender porque sua busca por conforto está na comida é o primeiro passo para diagnosticar o problema. Será que sua maior dificuldade em eliminar peso são questões emocionais? Analise sem medo a sua vida, reflita e encontre suas respostas e se nada der certo, procure a ajuda de um profissional que possa escutar suas angústias, medos e insatisfações. É preciso entender que para conseguir emagrecer, você precisa estar bem emocionalmente.

A pergunta que eu quero deixar para você é: O que a comida significa para você?

Imagem: Pinterest

Colunista:

Daniela Knapp
CRP 08/16950

Psicóloga Clínica e Coach de Mulheres
Formada pela Universidade Federal do Paraná
Atende em Curitiba – PR
Contato:
Site: www.realmentemulher.com.br
Facebook.com/realmentemulher
E-mail: psicologadanielaknapp@gmail.com

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s