Amor Autoconhecimento Autoestima e Motivação Coluna Joscelaine Lima

Sobre Amor próprio

Quando aprendemos a nos amar e aceitar incondicionalmente, coisas maravilhosas acontecem.

Por: Joscelaine Lima

Decidi falar um pouco de amor, mas não daquele que te faz sofrer e chorar, não daquele que te enche de ciúmes, que desperta o pior em você, mas daquele amor que te faz bem, que te torna alguém melhor, mais humano, mais forte, mais sensível, mais você!

Muitas pessoas sofrem muito, chegando a adoecer e quando questionadas afirmam ser por amor, amor este dedicado a alguém que não se importa, que não corresponde, que não está ali quando precisa. Não me parece que isto seja amor.

Outros afirmam amar, mas não concordam que a pessoa “amada” realize atividades esportivas ou de lazer com outras pessoas. Controlam horários, amizades, trabalho, forma de se vestir e cuidar da aparência, não permitindo ao outro expressar seu verdadeiro eu.

Mas o amor verdadeiro não é assim. Ele começa lá dentro do coração e a primeira pessoa a ser atingida por ele é aquela onde pulsa o coração, ele começa de dentro e transborda para fora. Só assim é possível amar ao próximo.

Quando aprendemos a nos amar e aceitar incondicionalmente, coisas maravilhosas acontecem. Aquela característica “negativa” que temos passa a ser olhada de maneira diferente, não mais com raiva e vergonha e sim com carinho e afeto, terminando assim a guerra consigo próprio, podendo ser aperfeiçoada e usada de forma positiva.

Porém, o amor-próprio é uma dádiva difícil de ser alcançada, exige dedicação, esforço e treino. Ele só começa com o autoconhecimento, que também é algo difícil, mas basta querermos o suficiente para atingi-lo.

Para nos conhecermos melhor é preciso olhar para dentro, admitir forças e fraquezas, perceber o que gostamos e o que não gostamos, observar o que faz bem e o que faz mal, o que desperta sentimentos/pensamentos/reações positivas ou negativas. Este exercício pode ser difícil, então, buscar ajuda profissional é necessário e proveitoso.

Quando começamos o exercício de autoconhecimento, pode surgir o desejo de deixar de lado, de não aprofundar, pois descobrimos características que desaprovamos, mas quer nos demos conta ou não, elas existem! E somente olhando de frente e admitindo é que poderemos melhorar este aspecto.

Durante este exercício conhecemos muitas facetas de nós, algumas podem ser desagradáveis, podemos nos sentir tentados a desistir, mas nos motivamos a continuar vislumbrando nosso interior, pois descobrimos coisas fantásticas ao nosso respeito.

Descobrimos forças que nunca imaginamos possuir, descobrimos sensibilidades que estavam escondidas, percebemos o quão ricos de sentimentos positivos podemos ser, reconhecemos que tivemos muitos avanços e o quanto temos a evoluir!

Este conhecimento maior por nós mesmos nos leva a nos admirar, a amar incondicionalmente a nós mesmos, a valorizar cada êxito e cada pequena vitória. Quando admitimos fragilidades antes ocultas, percebemos também poderes negligenciados, pois nos damos conta do quanto conseguimos ir longe, apesar de termos tido motivos fortes para desistir.

Aí acontece o amor, o amor verdadeiro por nós mesmos, o carinho e a compreensão. E estes sentimentos se expandem e atingem os que estão a nossa volta, já somos capazes de amar por inteiro, de respeitar as diferenças e amar incondicionalmente.

Sem culpas, sem cobranças, sem medo de perder (pois tem a si próprio e isto lhe basta), sem precisar estar no controle, sem desespero… Mas um amor real, de entrega, de leveza, de ser o melhor que podemos ser e despertar no outro o seu melhor! Com Amor é possível!

Imagem capa: Pexels

Colunista:

Joscelaine Lima
CRP: 12/14672

Psicóloga clínica, formada pela Universidade 
do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) em 2015.
Atende em São Miguel do Oeste-SC.
Contatos:
Facebook.com/JoscelainePsicologia
Whatsapp: (49) 992028970

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s