Coluna José Geraldo Ferreira da Silva Prevenção em Saúde Mental Saúde Mental e Emoções

10 dicas valiosas para cuidar da saúde mental

Alguns pequenos hábitos em nossa rotina podem fazer toda a diferença em nossa saúde mental.

Por: José Geraldo Ferreira da Silva

Branch e Willson, autores renomados da Terapia Cognitivo Comportamental, apresentam uma pequena mas valiosa lista de dicas de comportamentos que devemos incorporar ao nosso dia a dia para cuidarmos do nosso bem maior, que é a saúde. Consequentemente, o ganho que se pode ter em qualidade de vida é muito significativo – se houver engajamento. Vale a pena ler e pensar a respeito:

1. Coma bem e com regularidade. Evite comer fast-food, frituras e alimentos com baixo valor nutritivo. Fortaleça seu corpo com alimentos naturais e nutritivos. Arranje um tempinho para cozinhar – ou aprender a cozinhar.

2. Faça exercícios. Encontre esportes que você goste e frequente academias ou grupos esportivos. Sue bastante: exercícios liberam substâncias químicas de bem-estar no seu organismo.

3. Estabeleça um padrão de tempo para seu sono. Desenvolva uma rotina para as suas horas de sono; seu corpo precisa disso. Tente acordar sempre na mesma hora todos os dias, assim suas horas de sono serão mais produtivas.

4. Equilibre trabalho e lazer. Certifique-se de reservar um tempinho na sua agenda para atividades prazerosas.

5. Tenha hobbies. Envolva-se em atividades de seu interesse que lhe sejam relaxantes e recompensadoras.

6. Cuide da sua casa. Faça do seu lar um recanto agradável, talvez remodelando ou redecorando o ambiente.

7. Dedique-se mais à sua vida social. Passe mais tempo com os seus amigos e se socialize com eles regularmente. Dê atenção à vida dos que estão ao seu redor. Se seu círculo de amigos é pequeno, saia mais e conheça novas pessoas.

8. Aceite-se. Dê a você mesmo permissão de ser humanamente passível de erro, bem como todo mundo. Abandone suas tendências perfeccionistas ou seus padrões rígidos.

9. Pense grande. Projete suas metas para superar qualquer distúrbio emocional ou para promover desenvolvimento pessoal. Muitas pessoas acreditam que são mais felizes quando estão trabalhando para obter um resultado desejado.

10. Ria. O humor realmente pode ser o melhor remédio. Tente não levar a si mesmo e a vida muito a sério: encontre o lado engraçado de tudo.

Fonte: BRANCH, Rhena; WILLSON, Rob. Terapia cognitivo-comportamental para leigos. Altabooks.

Imagem capa: Pexels

 

Colunista:

José Geraldo Ferreira da Silva
CRP nº 04/48975

Psicóloga Clínico, formado em Terapia Cognitivo
Comportamental;
Formado pela Unileste-MG, especialista pelo Nepsi;
Atende em Açucena, MG;
Observações: Atualmente atua na Secretaria Municipal de Assistência Social
e em consultório particular online e presencial;
Contatos:
e-mail: geraldo.fs@live.com
Site: http://www.psicologo.site
Consultório online: https://centralpsicologia.com.br/psicologos/jose-geraldo 

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s