Coluna Ana Rafaela Bispo da Costa Psicologia e Adolescência Suicídio

Suicídio na Adolescência, estatísticas que assustam!

O suicídio entre os adolescentes de 10 a 14 anos aumentou 65% nos últimos anos. E entre os de 15 a 19 anos aumentou 45%.

Por: Ana Rafaela Bispo da Costa

Setembro Amarelo é o mês de prevenção ao suicídio, uma campanha linda, mas que muitas pessoas ainda tem medo de falar sobre o tema.

Esse mês estou falando sobre o Suicídio na Adolescência.

Para vocês terem uma ideia, o suicídio entre os adolescentes de 10 a 14 anos aumentou 65% nos últimos anos. E entre os de 15 a 19 anos aumentou 45%. Números alarmantes que foram até maiores que o aumento da população em geral, 40%.

Os estudos apontam que as principais causas desse aumento são a nova configuração da adolescência, que, além das questões sexuais, de bullying e transformações no corpo, trazem nos dias atuais fatores novos.

Hoje os adolescentes são muito mais cobrados em relação aos estudos, qual carreira seguir e ao quanto de sucesso terão. Afinal, os pais tem feito grandes investimentos de tempo e dinheiro para os filhos.

Outro fator que tem colaborado é o alto contato com as redes sociais, sendo que a maioria dos adolescentes passam muito mais tempo interagindo no mundo virtual do que no mundo real. Dessa forma as redes sociais, que se apresentam como uma vitrine somente de coisas boas do outro, fazem aumentar a angústia do adolescente que o tempo todo se compara com o que vê ali.

E o que mais me chama a atenção, é a dificuldade em lidar com frustração como causa de suicídio. Embora me espante, também é muito coerente.

Atuo o tempo todo com limites, percebendo a falta deles e sendo solicitada pelos pais para ajudar a colocá-los. Dessa forma, os adolescentes de hoje não recebem muitos “nãos” dos pais, não aprendendo a se frustrar. E por não treinarem isso durante a vida, quando escutam um não de uma namorada, ou de um emprego ou de uma viagem que não deu certo entram num grau de desespero pouco comum.

Já recebi casos de tentativas de suicídio porque houve o término de um namoro, e aquele adolescente não teve ferramentas internas para lidar com a dor e sofrimento.

De todos os casos de suicídio no país, 90% envolvem algum tipo de problema emocional ou mental, ou seja, poderiam muito bem ser tratados por psicólogos, psiquiatras, terapeutas ocupacionais, clínicas entre outros.

Vemos o quanto a saúde emocional ainda é negligenciada. A maioria da população não faz um programa de prevenção, atua somente depois que o suicídio já ocorreu, a exemplos de escolas onde ocorre o fato. 

A cada 10 pessoas que se suicidam 9 demonstram sinais anteriormente, basta que você esteja atento. E na adolescência o risco se torna maior por serem mais impulsivos, se arriscarem mais e não preverem o perigo, características normais do cérebro adolescente ainda em desenvolvimento.

Se você quer saber mais visite meu canal no youtube Tempo de Aprender-se que lá tenho vídeos explicando os sinais, os fatores que influenciam e o que você deve fazer.

Cuide. Previna. Salve uma vida.

Referências:

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2018/04/suicidio-de-adolescentes-avanca-e-casos-recentes-mobilizam-escolas-de-sp.shtml

http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-09/suicidio-e-quarta-maior-causa-de-morte-de-jovens-entre-15-e-29-anos

Imagem capa: Pexels

Colunista:

Ana Rafaela Bispo da Costa
CRP: 06/95603

Psicóloga pela UMESP
Pós Graduada em Especialização em Informática em Saúde pela UNIFESP
trabalha no auxílio ao desenvolvimento de crianças e adolescentes e suas famílias, 
atuando na região do ABCD
Contatos:
(11) 982172197
ana_rafaela_24@hotmail.com

Facebook: Infância e Adolescência e os seus desafios na Família

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).

 

Dicas de livros sobre Adolescência/Depressão/Suicídio (link para a loja nas imagens):

o que é depressão          fãs do imp          depressão na adolesc

 

um comentário

  1. Prezada Ana Rafaela. Que esse texto muito importante como ferramenta interna para me ajudar a lidar com as causas do suicídio. Mas infelizmente, para mim, difícil foi lidar com estas situações impossíveis de resolver na minha vida ao longo de tempo, porque quase cometi os suicídios duas vezes. Visto que nunca consegui confiar em pessoas, familiares e minha esposa para lhe desabafar meus problemas muito graves. Muito obrigado por isso me ajudar a lidar com isso. Mas essa ajuda não está funcionando.

    Curtir

Deixe um comentário (seu e-mail não será publicado)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s