Arquivo da categoria: Psicologia Escolar e Educacional

Enem 2017: Qual carreira seguir e o papel da orientação vocacional


Por: Ana Rafaela Bispo da Costa 

Esse momento simboliza o ingresso na universidade para a formação em uma profissão e, em consequência, a busca por construir e consolidar uma carreira.

A maior parte das pessoas que participam são jovens em busca de iniciar seus estudos na universidade e responder àquela velha pergunta “o que você vai ser quando crescer?”. Alguns têm bem claro o que querem para sua vida e carreira, outros nem tanto. E realmente não é uma decisão muito simples escolher determinada profissão que te acompanhará grande parte de sua vida.

O caminho para uma profissão tem apenas um pequeno início com a prestação da prova do vestibular, após isso, é dada a largada para uma corrida que exige extremo empenho, dedicação e disciplina.

Dedicação que vai desde a parte financeira, até as noites mal dormidas para se preparar para uma prova. Mais do que ingressar na universidade é necessário muito empenho para se formar e sair com o diploma nas mãos.

Gostar do que está estudando e perceber identificação com sua graduação vai ajudar e dar muita força nesse processo que é tão trabalhoso.

É importante ressaltar que nesse processo de preparação para o exame a informática tem sido grande aliada, com sites que disponibilizam cursos preparatórios e até programas de TV online disponibilizados pelo MEC.

Mas a preparação não consiste apenas em estudar conteúdos das provas, e sim em saber qual o destino a seguir, qual curso seria o mais certo para você e qual profissão se enquadra melhor em suas habilidades.

Entretanto, quem ainda não tem certeza do que cursar o que deve fazer? Como tomar uma decisão tão acertada e rápida? Afinal, como citei anteriormente, o gasto empenhado aqui será enorme.

O ideal é conhecer muito sobre a profissão que deseja seguir, isso pode ser feito por meio de leituras, conhecendo profissionais da área, pesquisar como a profissão é vista e reconhecida no mercado, tanto financeiramente como em número de vagas oferecidas. É importante conversar com profissionais que já estejam na área e saber quais os pontos fortes da profissão como também as dificuldades enfrentadas no dia a dia.

Porém, antes de qualquer coisa, você precisa se conhecer, perceber quais as suas habilidades, suas facilidades, coisas com que se identifica. Por outro lado, conhecer seus pontos a serem melhorados e as coisas que não gosta de fazer. E passamos grande parte da vida tentando nos conhecer, experimentando novas situações e refletindo sobre elas.

Todavia aqui falo de um conhecimento de vocações, quais as principais habilidades você possui e aplica em seu dia a dia. Muitas vezes perceber isso não é tão simples quanto parece.

A orientação vocacional é de grande valia nesse momento, aliar todo o conhecimento anteriormente citado, sobre a nova carreira, com o conhecimento de si mesmo é uma ferramenta útil para tomar a decisão.

A orientação vocacional consiste em algumas entrevistas e encontros onde o profissional irá investigar e conhecer o futuro candidato. Também são aplicados testes para que habilidades em geral sejam detectadas e direcionadas a utilizar na carreira certa.

Aqui uso o termo vocação e não profissão pelo seguinte motivo: uma mesma pessoa pode ter algumas vocações que podem ser aplicadas em diversas áreas do conhecimento, não significa que ela tenha que fazer somente uma coisa. E quando uma profissão é escolhida baseada em suas vocações a possibilidade de dar certo é maior.

Algumas precauções também são importantes, verificar o histórico familiar, as profissões mais exercidas e ter cuidado para não iniciar uma carreira com base em habilidades alheias, por outro lado, se as habilidades detectadas forem condizentes com as habilidades já percebidas nas atividades familiares isso é ótimo! Pois ao sair da faculdade terá não só um diploma na mão como uma grande porta de inserção no mercado de trabalho.

O importante não é decidir rápido, mas decidir assertivamente, eliminar possibilidades de escolher baseado em fatores errados e iniciar um caminho bem trilhado, com base sólida e perspectiva de sucesso futuro.

Imagem capa: Pexels

Colunista:

Ana Rafaela Bispo da Costa
CRP: 06/95603

Psicóloga pela UMESP
Pós Graduada em Especialização em Informática em Saúde pela UNIFESP
trabalha no auxílio ao desenvolvimento de crianças e adolescentes e suas famílias, 
atuando na região do ABCD.
Contatos:
Whatsapp: (11) 982172197
ana_rafaela_24@hotmail.com

Facebook: Tempo de Aprender-se
Site: tempodeaprenderse.wixsite.com/tempodeaprenderse

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).