Arquivo da categoria: Psicologia Organizacional

Aspectos Importantes da Reorientação Profissional


Por: Renata de Souza da Silva Rodrigues

Um dos momentos mais esperados e que mobilizam grande ansiedade na nossa vida é o da escolha profissional. Na maioria das vezes, não sabemos como decidir diante das ofertas de formações acadêmicas e cursos oferecidos. A sensação que se tem é que se escolhermos errado nossa vida profissional será infeliz e todos os nossos dias serão de luta contra nossa tristeza para sair da cama e ir trabalhar. Entretanto, algo que não se sabe no momento da primeira escolha profissional é que não existe certo ou errado e que essa escolha pode não ser para toda a vida. Sabemos que esta hipótese nos dá um frio na barriga, só de pensar que podemos nos esforçar para entrar em um curso ou faculdade e não ser a profissão da nossa vida.

Destaca-se que na primeira escolha da profissão sofremos diversas influências e podemos acabar decidindo de acordo com as pressões que nos cercam. A família tem forte influência, podendo levar a escolha de um curso que satisfaça os anseios dos pais, especialmente na adolescência e juventude ou quando existe uma “profissão de família”, conforme a ótica familiar, todos devem ser advogados, médicos, por exemplo. Os amigos podem influenciar e levar a uma escolha profissional porque é “legal”, porque não tem matemática ou simplesmente porque todos os amigos estão optando por tal área. A sociedade influencia propagando os “cursos do momento”, os cursos que tem maior salário, dentre outras informações que podem levar a uma decisão superficial, já que quem escolhe por tais motivos, comumente não tem profundidade acerca do que o curso é de fato.

As situações citadas podem levar a busca de um segundo campo de atuação, por questões como: insatisfação com o curso que está frequentando; ser formado e desejar fazer outro curso; ter feito uma formação e atuar numa área pela pressão de outrem; sentir que trabalha com algo que não completa e sentir que pode se desenvolver melhor em outra área. Nesse ponto é que o campo da Reorientação Profissional pode auxiliar. A Reorientação é um processo voltado para os que já escolheram um caminho profissional, mas, por algum motivo, não estão satisfeitos com a escolha que fizeram. Podendo ser também utilizada por pessoas desempregadas, em processo de aposentadoria ou já aposentadas, trazendo consigo a possibilidade de seguir uma nova carreira.

Nesse processo é possível desenvolver a habilidade de rever projetos de vida, encontrar a melhor solução para a vida profissional e examinar o caminho já percorrido tendo em vista encontrar uma opção mais compatível com os próprios anseios ou redirecionar a escolha feita, seja do curso ou da carreira profissional. Possibilita também verificar como se lida consigo mesmo, com as relações de trabalho e com as sociais e assim se reestruturar e resignificar essas relações, de um modo prazeroso para si, adquirindo maior autoconhecimento, e mais adequado para a sociedade, admitindo que a profissão que se exerce não serve somente para nós, mas tem um papel social de auxílio aos outros. Pense sobre sua vida profissional e caso esteja em alguma das situações citadas ou por algum outro motivo está insatisfeito com sua profissão, busque ajuda para repensar e se ajustar melhor.

Imagem capa: stocksnap.io

Colunista:

Renata de Souza da Silva Rodrigues
CRP 05/48142

Psicóloga, graduada pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro / UERJ.
Atende no Rio de Janeiro oferecendo atendimento clínico e
orientação profissional para adolescentes, jovens e adultos.
Uma das idealizadoras da Fanpage e Projeto Multiplica Psi.
Contatos:
E-mail: renata.rodrigues.psi@gmail.com
Facebook.com/multiplicapsi

*Ao reproduzir este conteúdo, não se esqueça de citar as fontes.


Gostou deste conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!
Cadastre-se também na opção “Seguir Psicologia Acessível”e receba os posts em seu e-mail!


PNG - ONLINE IMAGE EDITOR - Copia.png

Sobre o Psicologia Acessível (saiba mais aqui).